Bolsonaro e a autoverdade

Embora o conteúdo do que Bolsonaro diz obviamente influencia no apoio do seu eleitorado, me parece que ele é mais beneficiado pelo fenômeno que aqui estou chamando de autoverdade. O ato de dizer “tudo” e o como diz o que diz parece ser mais importante do que o conteúdo. A estética é decodificada como ética. Ou colocada no mesmo lugar. E este não é um dado qualquer.

Por isso também é possível se desconectar do conteúdo real de suas falas, como fazem tantos de seus eleitores. E por isso é tão difícil que a sua desconstrução, por meio do conteúdo, tenha efeito sobre os seus eleitores. Quando a imprensa mostra que Bolsonaro se revelou um deputado medíocre, que ganhou seu salário e benefícios fazendo quase nada no Congresso, quando mostra que ele nada tem de novo, mas sim é um político tão tradicional como outros ou até mais tradicional do que muitos, quando mostra que falta consistência no seu discurso, assim como projeto que justifique seu pleito à presidência, há pouco ou nenhum efeito sobre os seus eleitores. Porque o conteúdo pouco importa. As agências de checagem são um bom instrumento para combater as notícias e as declarações falsas de candidatos, mas têm pouca eficácia para combater a autoverdade.

Jair Bolsonaro é recepcionado em Salvador U.MARCELINO REUTERS (Reprodução do El País)

Jair Bolsonaro é recepcionado em Salvador U.MARCELINO REUTERS (Reprodução do El País)

Como a valorização do ato de dizer, mais do que o conteúdo do que se diz, vai impactar a eleição no Brasil

Leia na minha coluna no El País

 

 

 

O presente sem futuro

Sabemos que o futuro é o resultado do presente. Mas, com frequência, esquecemos que o presente também é o futuro que somos capazes de imaginar. Esgotado em si mesmo, o presente torna-se insuportável. O grande desafio atual é justamente como imaginar um futuro que não seja uma distopia. O desconforto que vivemos hoje não é um acontecimento cíclico, como alguns acreditam, mas sim um canto histórico sem precedentes na trajetória humana, formada por três grandes crises: a climática, a da democracia e a digital.

MARAVILLAS DELGADO (Reprodução do El País)

MARAVILLAS DELGADO (Reprodução do El País)

El presente sin futuro

Hay que recuperar la capacidad de imaginar un futuro no solo donde podamos vivir, sino donde queramos vivir

 

 Leia na minha coluna no El País (somente em espanhol)

Solo falta contárselo al Papa

Aunque los hombres de la Iglesia no lo admitan ni en el confesonario, las mujeres de la Iglesia son las que les disputan las almas a las denominaciones evangélicas pentecostales y neopentecostales, que se multiplican a una velocidad acelerada en los asentamientos de pequeños agricultores, comunidades extractivas y aldeas indígenas en la Amazonia.

ENCONTRO AMAZÓNICO Presidente Kuczynski participa do encontro do papa Francisco com os povos da AmazIonia Amazonía em Puerto Maldonado. Foto Andres Valle/Fotos Públicas, 19/01/2018

Presidente Kuczynski participa do encontro do papa Francisco com os povos da Amazônia  em Puerto Maldonado.  Andres Valle/Fotos Públicas/19/01/2018

Leia na minha coluna no jornal impresso El País, de Madri

Página 2 de 2812345...1020...Última »